3 Books I Read in Less Than a Week


Eu amo ler. Adoro um bom drama ou um romance cativante. Gosto também de livros de desenvolvimento pessoal e todos os livros que me ajudem a tornar-me numa melhor versão de mim mesma. Há uns anos, era capaz de ler uns dois livros por mês, porém, a universidade surgiu e quem também anda ou andou na universidade sabe que conciliar "leitura de lazer" com as leituras obrigatórias não é tarefa fácil. Assim, a altura em que leio mais, é quando estou de férias. Só em agosto, costumo ler uns 4-5 livros. Ou seja, a minha mala de viagem leva quase mais livros do que roupa. Ok ok, estou a exagerar, mas é só para terem uma ideia do quanto gosto de ler. 

Na publicação de hoje vou partilhar com vocês três livros que li em menos de uma semana. Livros que prenderam a minha atenção do princípio ao fim. Livros de retratam realidades diferentes da minha e daí gostar tanto deles. Isto porque adoro ler sobre realidades e perspetivas com as quais não estou familiarizada. Sinto que, de alguma forma, me ajudam a abrir novos horizontes.
Mas bem, vamos lá?



1. O Diário Azul de James A. Levine 
Este livro foi um dos primeiros dramas que li e aquele que me fez entender que realmente gostava deste tipo de literatura. É a história de uma menina indiana que é vendida como escrava sexual, pelo próprio pai. É uma história que descreve a constante luta pela sobrevivência pela qual a menina tem que passar; e ainda as histórias encantadoras que a mesma vai escrevendo para fugir ao seu dia-a-dia. Retrata uma realidade dura e crua que está, ainda hoje, presente em muitos países. Ajudou-me a abrir ainda mais os olhos sobre estas realidades que não são a minha e a estar grata por ter tido o privilégio de nascer em crescer num lugar tão pacífico como é Portugal. 

2. Viagem ao Mundo da Droga de Charles Duchaussois 
Uma história verídica que retrata a miséria a que o consumo de droga pode conduzir. É um livro real, cru e, à semelhança do anterior, relata uma realidade com a qual a maior parte de nós não está familiarizado. Foi um livro que me cativou do princípio ao fim e que me provocou um misto de emoções constante. Já tinha feito uma breve review deste livro, podem ver aqui.

3. O perfume de Patrick Suskind 
Este foi, sem dúvida, dos melhores livros que li. Confesso, o princípio foi um pouco aborrecido, mas como não consigo deixar um livro pela metade, continuei a ler como se a história fosse a mais interessante do mundo; e não é que era mesmo? O Perfume fala sobre a história de um homem "viciado" em cheiros. Em todos os cheiros. No cheiro da pele, no cheiro do cabelo, da comida, do ar, das árvores, em todos. Assim,  mais tarde torna-se artesão especializado em perfumaria. É na busca pelo cheiro perfeito que se vê envolvido numa série de crimes. 
É um autêntico clássico que todos deveriam ter o prazer de ler. 


Como já devem ter entendido, adoro de um bom drama e/ou mistério. De uma história que me impressione e que, ao mesmo tempo, seja capaz de me pôr a chorar. Uma história que me faça repensar em alguns dos meus ideais e rescrever a minha definição de certo e errado. 
No futuro gostaria de vos trazer um "Top 3" de livros de desenvolvimento pessoal. O que acham?

O que acham deste tipo de publicação? Gostavam de ver mais?
Já leram algum destes livros?



Share your thoughts :

Thanks for your lovely comments
Obrigada pelos vossos comentários

@mdezolt